Quantitativa

QUANTITATIVA
“SURVEY DE OPINIÃO”, consiste na aplicação de questionários padronizados e estruturados em amostras estatisticamente representativas do universo que se pretende investigar. O questionário deverá ser construído a partir das necessidades de informações do cliente.
Esta técnica permite a construção de tabelas de freqüências simples e cruzamentos de variáveis que se mostrarem necessários à análise dos resultados, estando voltada para explorações objetivas dos temas abordados que permitam o balizamento e a aferição de determinantes comportamentais do público pesquisado.
A pesquisa quantitativa está baseada em pressupostos estatísticos que deve ser analisada a partir dos seguintes itens:
Universo de população: é o conjunto do grupo humano aos quais se aplicam aos objetivos da pesquisa.
Amostra: consiste da parte da população ou universo, que contém as mesmas características do universo. A amostra deve ser, pois uma reprodução em miniatura do universo, e como tal, representar perfeitamente o original, apesar de muito reduzida na medida.
Os estudos quantitativos requerem amostras relativamente grandes, analisadas de forma abrangente, ao contrário dos estudos qualitativos que requerem amostras pequenas e analisadas profundamente.
Alguns cuidados com amostragem: definir claramente o seu universo e suas características, as áreas geográficas de abordagem do estudo, a unidade amostral, o período de tempo e os níveis de segurança do estudo (intervalo de confiança e os níveis de erro).
Intervalo de confiança: é um provável número de vezes em que a investigação pode ser repetida garantindo os mesmos dados como resultado, ou seja, é a medição da probabilidade de ser confirmada a pesquisa na sua exatidão.
Margem de erro: é um percentual calculado estatisticamente, que compreende uma faixa de variação extra para mais e/ou para menos ao redor do número exato encontrado pela pesquisa.

Share